Vantagens de uma Insurtech

Insurtechs chegaram ao mercado de seguros há relativamente pouco tempo, mas suas qualidades e benefícios já têm sido notados por empresas e clientes. Com efeito, é uma tendência em franca expansão, em sintonia com empresas de tecnologia e startups.

Mas afinal, o que são insurtechs? Neste artigo, falaremos sobre elas, apresentando o conceito e explicando o termo, as vantagens e os impactos que o mercado sofreu com a sua implementação. 

O que é uma Insurtech?

O termo deriva de palavras da língua inglesa: Insurance, que significa “seguro”, e Technology, tecnologia. Da mescla desses conceitos, surgiram as insurtechs, que são startups focadas nos clientes das seguradoras. 

O objetivo de negócio dessas startups é apresentar soluções em sistemas digitais, simplificando transações para seguros. Além de buscar desenvolver sistemas internos informatizados e mais eficientes, se procura principalmente reduzir burocracias no processo de contratação.

Mesmo com a inegável importância dos seguros, entraves com exigências e documentos afastavam o consumidor. O objetivo de “proteger” e “segurar” acabava sufocado pela imensa burocracia, deixando os clientes comumente insatisfeitos.

O grande desafio foi transformar extensos e complicados processos em trâmites digitais rápidos e eficazes. Apesar da complexidade de elementos, as insurtechs têm alcançado excelentes resultados, o que vem atraindo investidores para este tipo de negócio.

Como uma Insurtech funciona? 

Este novo tipo de atividade empresarial está baseado em novas ferramentas, tais quais Big Data, Inteligência Artificial e Internet das Coisas. Há uma harmonia com o que vem acontecendo no mercado global, na era da chamada transformação digital.

Numa pequena lista de exemplos, podemos ver a aplicação de insurtechs em atividades das seguradoras relacionadas a aplicativos (contratação, pagamento, gerenciamento das coberturas), monitoramento de veículos, rastreadores wearable, opções especiais para seguros empresariais, etc,

Assim, tecnologias digitais são empregadas para personalizar as coberturas e para alcançar previsões mais exatas sobre os riscos. Isso permite melhorar a gestão e afasta a incidência de imprevistos, tanto para gestores como para os clientes.

Com efeito, o mercado de seguros está sendo revolucionado. E não somente revolucionado, como também ampliado na sua capacidade de atuação. A digitalização melhora o alcance a clientes potenciais. Facilidades de contratação aumentam o número de clientes. 

Quais as Vantagens de uma Insurtech?

O mercado das seguradoras, tradicionalmente tão fechado e burocrático, se revitalizou e digitalizou com o surgimento das insurtechs. Ademais de atender melhor aos seus clientes, está sendo possível alcançar um enorme número de clientes potenciais. 

As corretoras de seguro logram, com o trabalho desenvolvido pelas insurtechs, uma grande otimização dos processos internos e de atenção aos clientes. Vende-se em maior quantidade e todo o sistema produtivo se torna mais eficiente e rentável.

Com a possibilidade de autogestão na contratação, o próprio cliente monta, usando tecnologias digitais, um seguro personalizado. Coberturas são claras e precisas, custo é reduzido e se evitam surpresas com falta de cobertura no caso de sinistros.  

O cliente se sente mais satisfeito porque obtém um serviço personalizado, direcionado precisamente à sua necessidade. Assim, processos mais simples e acessíveis atraem mais clientes. Aumentando contratações, o crescimento da rentabilidade é uma consequência direta.

Todas as etapas de produção são beneficiadas e ganham eficiência. São, assim, alcançados mais facilmente os objetivos de crescimento da empresa, aumento da rentabilidade e fidelização dos clientes. 

Quais as inovações trazidas ao Mercado de Seguros?

Insurtechs permitem ofertar serviços adaptados a novos modelos de negócio. Como exemplo, apólices para comercialização de produtos de segunda mão; espaços de coworking; compartilhamento de carros, apólices para setores jurídicos, etc, provendo seguros para as próprias plataformas, bem como a clientes particulares.

Procedimentos informatizados permitem que gestores reunam e analisem melhor as informações, em todas as fases: promoção, alcance ao cliente, contratação e pós-venda. Isto é crucial para desenvolver estratégias de ação e melhorar os produtos ofertados.

Com trabalho otimizado e as ações estratégicas, se acresce qualidade e valor ao produto final. Há um ciclo cadenciado de causa efeito: melhores produtos, melhores estratégias de venda, consequentemente, mais clientes e clientes mais satisfeitos. 

Com várias possibilidades de melhoria dos serviços, se pode ganhar visibilidade e força no mercado. Ademais, há grandes oportunidades de crescimento e diversificação. As empresas podem abrir-se às novas tendências, garantindo crescimento constante e escalonado.

O que melhora para os clientes?

Foram muitas as melhorias na estrutura das seguradoras. Dessa forma, houve um incremento da qualidade dos serviços. Como mencionado, há mais facilidade e clareza na contratação. O cliente também pode, em muitos casos, escolher as especificações que necessita para o seguro.

Com acesso a informações e mecanismos de busca, se pode encontrar e comparar empresas e serviços, escolhendo o que melhor lhe atenda. Somando mais eficiência e ofertas específicas e personalizadas, as relações custo e beneficio se equilibraram para o consumidor. 

Contratações autogeridas são fáceis, eficientes e entregam um serviço personalizado, que atende exatamente à necessidade particular. A satisfação aumenta, tanto na experiência de consumo como no pós-venda. Como consequência, há mais vendas, indicações e fidelização do cliente.

São incontáveis diversificações, complexas engrenagens e novos mecanismos de atuação. Mas, ao final, o consumidor se beneficiou em suas mais sagradas vontades: atenção às suas reais necessidades, preço justo e eficiência na prestação dos serviços contratados.

Conclusões

Em razão dos benefícios que aporta, as insurtechs estão mudando o setor. Otimizando processos internos, através das soluções desenvolvidas por estas empresas, há melhoria na execução dos trabalhos, entregando ao cliente melhores resultados, com custo reduzido.

Portanto, os consumidores, atualmente, preferem empresas cuja atuação promova boa experiência de consumo. Este enfoque está na essência das insurtechs, que buscam lucratividade através da prestação de serviços personalizados, de excelência, atendendo à real demanda do cliente.

Um dos novos e revolucionários produtos lançados em mercado por insurtech são os seguros para o setor jurídico. Em processos judiciais envolvendo a empresa, estariam asseguradas as despesas com defesa e gerenciamento das ações, condenações e acordos.

Seguros desta categoria possibilitam uma significativa redução de riscos, já que permitem previsibilidade de gastos mensais, essencial para uma gestão eficaz. Ademais, há proteção contra riscos extraordinários e apoio logístico para fazer frente às demandas jurídicas.

Essas startups estão ganhando espaço justamente por atender de maneira eficiente às necessidades dos consumidores, tanto para seguros tradicionais, como para trazer maior segurança à empresa. Portanto, contratar um seguro pode ser uma solução inovadora para previsibilidade de fluxo de caixa, auxiliando em uma gestão eficaz do negócio.