Você sabe o que é uma lawtech e como as soluções podem atender à sua empresa?

Já sabemos que o mundo jurídico precisa aproveitar todos os recursos tecnológicos já existentes. De fato, essa já é uma realidade ao redor do mundo e hoje as novas tecnologias estão revolucionando a dinâmica de trabalho.

Nesse contexto, as lawtechs chegaram para impactar o mercado jurídico, de forma muito positiva. Em inúmeros países, os profissionais da área já encontram desde simples programas para automatizar tarefas repetitivas, até softwares especializados em diligências mais complexas.

Podemos dizer que a inovação e essa adequação ao novo paradigma tecnológico é fundamental para a própria sobrevivência do seu negócio. Por isso, hoje viemos contar o que é uma lawtech e como pode trazer soluções para a sua empresa.

 O que é uma lawtech?

 Uma lawtech nada mais é que uma empresa que visa aplicar e desenvolver tecnologia para o setor jurídico.

Assim, são novos modelos de negócio que têm como objetivo encontrar soluções tecnológicas para o âmbito de aplicação do Direito.

Como o próprio termo representa, essas empresas são a junção do universo jurídico e tecnológico. Na língua inglesa, Law significa Direito ou Lei, enquanto Tech é a abreviação de Technology, ou seja, Tecnologia.

É interessante destacar que as lawtechs também costumam ser startups. Estas, por sua vez, são justamente um modelo de negócio contemporâneo focado na inovação e em uma metodologia mais dinâmica de empreendedorismo.

 Há alguma diferença entre as lawtechs e as legaltechs?

 Se você se interessa pelo tema, pode já ter ouvido falar também nas chamadas legaltechs. Mas, afinal, seriam a mesma coisa ou há alguma diferença?

Acertou quem disse que são a mesma coisa! De fato, estes termos são sinônimos e tratam do mesmo conceito.

Assim, ambas as denominações fazem referência a novas empresas que buscam desenvolver soluções tecnológicas para o setor jurídico.

 O que fazem as lawtechs na prática?

 Agora já sabemos o conceito das lawtechs e sua busca por inovação e solução de problemas no setor jurídico, através do uso das novas tecnologias.

Mas, o que esses novos modelos de negócio desenvolvem e comercializam na prática?

Você pode se surpreender com a quantidade de softwares e programas já existentes que apresentam desde automatização de tarefas simples, próprias do cotidiano jurídico, até algumas mais complexas.

Então, podemos começar citando a possibilidade de armazenar e analisar rapidamente informações, de acordo com os parâmetros escolhidos. Além disso, já é uma realidade a automação do controle de prazos e notificações, com acompanhamento processual.

Mas, também podemos incluir atividades mais complexas, como a redação de contratos, petições e demais documentos jurídicos.

Então, as lawtechs são empreendimentos que apresentam recursos para facilitar essas diligencias jurídicas diárias, simples ou mais complexas, mas que podem tomar muito tempo de um profissional do setor jurídico.

 Que soluções as lawtechs trazem?

 Vamos falar de forma ainda mais objetiva, para você conseguir visualizar bem que soluções as lawtechs trazem e como podem atender à sua empresa.

Já há softwares jurídicos desenvolvidos pelas lawtechs que compilam de forma organizada, de acordo com os critérios que desejados, todas as informações. Essas podem ser de clientes, processos, auditorias, etc.

Essa organização pode auxiliar muito, otimizar o procedimento de consulta rápida aos dados, além de garantir que as informações estejam guardadas em segurança. Vale lembrar que há soluções tecnológicas para assegurar a confidencialidade.

Além disso, você pode contar com um software para acompanhar todos seus processos, em distintos estados da jurisdição. Mas, a funcionalidade vai além dos simples pushups, já que facilita e otimiza o controle dos prazos e notificações automáticas para os próprios clientes.

Portanto, essas são algumas funcionalidades que as lawtechs já trazem e que podem contribuir significativamente para a eficiência do serviço.

Um resumo dos principais recursos

 Para facilitar ainda mais, resolvemos deixar aqui para você uma lista das principais funcionalidades trazidas pelas lawtechs já existentes no mercado, a título exemplificativo: 

  • Automação e organização de documentos jurídicos e dados;
  • Previsão de decisões judiciais com base em estatística;
  • Compliance e tecnologia regulatória (sistemas que facilitam a adequação das práticas jurídicas à legislação existente, em diversas matérias);
  • Monitoramento processual, incluindo extração e compilação de informações públicas, bem como acompanhamento de projetos de lei e outros instrumentos;
  • Instrumentos de controle de prazos, notificação automática para o próprio setor ou terceiros;
  • Ferramentas para mediação e arbitragem.

E aí, já identificou alguma funcionalidade que possa contribuir com o seu modelo de negócio e para melhor o jurídico da sua empresa? Com certeza algum desses novos modelos pode trazer benefícios consideráveis e a experiência prática já evidencia isso.

 Como aproveitar esses novos recursos?

 Então, chegamos ao questionamento principal: Como as soluções podem de fato atender à sua empresa?

Bom, se você leu o texto até aqui, deve estar visualizando já como pode empregar essas medidas para tornar o desempenho do seu setor jurídico mais eficiente.

Algumas diligências a serem automatizadas podem parecer mais simples, mas sua otimização pode fazer uma grande diferença no resultado final da equipe.

Isso representa economia de tempo e possibilidade de executar mais tarefas, sem falar num fator primordial: aumentar o controle e evitar erros humanos.

Mas, então, como aproveitar de fato esses novos recursos? Em primeiro lugar, é essencial entender a fundo a dinâmica do seu setor jurídico e as principais debilidades, para traçar estratégias eficazes e estabelecer prioridades.

De qualquer forma, mesmo quando já se tenha conseguido estabelecer uma dinâmica bem-sucedida, implementar novas ferramentas pode contribuir ainda mais com o trabalho.

E, claro que os profissionais devem ser capacitados e que haverá um processo de adaptação. Mas, as ferramentas tecnológicas das lawtechs costumam ser de fácil acesso, intuitivas e muito práticas.

 Conclusão

 Com certeza, melhorar os processos produtivos pode resultar em uma boa economia de recursos para sua empresa.

Ademais, você pode conseguir um aumento considerável dos ingressos, melhorando a prestação do seu serviço e a dinâmica do seu negócio.

Dessa forma, as lawtechs já têm muitas soluções para problemas que talvez você nem deva ter se dado conta que tinha.

Essa era tecnológica permeia todos os setores e já oferece instrumentos que em breve serão praticamente obrigatórios para quem deseja ter um negócio bem-sucedido. Por isso, não deixe de levar em consideração as soluções que as lawtechs já oferecem para você.