EHTS

Nos últimos anos, o uso e a análise de dados têm se tornado fundamentais para o sucesso das empresas e no departamento jurídico não é diferente. Neste texto, vamos mostrar a importância das perguntas adequadas na obtenção de insights relevantes com o uso do analytics no departamento jurídico. 

O que é Analytics?

Analytics é a prática de investigar um volume de dados para chegar a conclusões, otimizar recursos e desenhar fluxos.

A cultura de dados do departamento jurídico não é algo que distancia as práticas diárias do departamento, ao contrário, quando bem implementada, otimiza as práticas já existentes e contribui para uma maior geração de inteligência e melhoria de gestão. Isso acontece porque a boa implementação do Analytics tem que se adaptar à realidade de cada departamento jurídico, apenas assim a extração de informações e geração de insights relevantes se dará de maneira eficiente. 

Entre as vantagens de implementar o Analytics no departamento jurídico estão a redução de custos, capacidade de predição, otimização de fluxos, definição de objetivos através de dados, cultura analítica entre as áreas e colaboradores. Além disso, facilita a integração com parceiros orientados por dados (Data Driven).

A importância das perguntas adequadas na implementação do analytics

A qualidade da obtenção de insights está diretamente relacionada às perguntas formuladas durante a análise de dados, isso acontece porque os dados são transformados em informações, as informações em conhecimento e o conhecimento em insights. 

O analytics é capaz de mudar completamente a gestão dos departamentos jurídicos e ao formular perguntas adequadas é possível direcionar a análise de dados para identificar padrões e descobrir informações valiosas que auxiliam nas decisões estratégicas. Por exemplo, ao identificar uma série de processos e os motivos que fazem eles terem sucesso, é possível direcionar os esforços e recursos para aumentar as chances de novos casos serem bem-sucedidos. 

A falta de especificidade e a formulação inadequada das perguntas podem resultar em conclusões superficiais, comprometendo a prática. Ao delimitar as perguntas certas, a análise é direcionada de forma mais precisa e imparcial, contribuindo para obtenção de insights mais confiáveis e úteis na condução do departamento jurídico e na melhoria da eficiência dos processos. 

A implementação do Analytics no departamento jurídico não pode ser burocrática e nem atrapalhar os processos existentes. Pelo contrário, o analytics deve ser integrado e envolver os profissionais. 

A união entre as análises de dados e a expertise dos profissionais é fundamental para formular as perguntas corretas. 

O que fazer para ter otimização e assertividade das perguntas?

            Ao otimizar e direcionar as perguntas, você consegue explorar todo o potencial da aplicação do analytics no seu departamento jurídico. 

            Na EHTS entendemos que o serviço de analytics deve responder as necessidades específicas de cada cliente, por isso, levantamos sempre alguns pontos na utilização dos dados para obtenção de insights:

Definição das perguntas

Definir claramente o objetivo do que se busca responder é fundamental, e, para isso, é imprescindível formular perguntas claras e objetivas.


Informações necessárias:

Depois de formuladas as perguntas, é preciso filtrar quais dados são relevantes para as análises, dessa forma, é possível direcionar a obtenção de insights. 

Obter e armazenar as informações:

Após a identificação dos dados relevantes, é necessário obtê-los e armazená-los. Nessa fase, identificamos como é feita a alimentação desses dados. 

Padronização e validação da consistência:

É essencial garantir a padronização e validação dos dados para uma análise mais precisa. Isso torna possível ter uma base sólida que garante uma boa tomada de decisões. 

Definir e aplicar as métricas de análise:

Por fim, após definir todos os pontos anteriores, é possível acompanhar de perto as métricas relevantes relacionadas às perguntas formuladas. Caso necessário, ao longo do tempo, as perguntas podem ser refeitas com o objetivo de aprimorar o uso do analytics.

Esses são apenas alguns dos passos necessários para a obtenção de insights valiosos. O uso do analytics é um tema amplo e que oferece uma vantagem competitiva nos departamentos jurídicos, pensando nisso, elaboramos um e-book com todos os detalhes sobre o tema. Para ter acesso ao material, bastar clicar aqui.

Também temos uma equipe de especialistas para te mostrar as soluções inovadoras da EHTS para problemas jurídicos convencionais, para falar conosco, clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *