EHTS

Garanta uma melhor gestão para sua empresa através da tomada de decisões direcionadas por dados.

Você já parou para pensar em como algumas empresas conseguem tomar decisões mais assertivas e outras não? Com certeza uma das frases mais famosas dos últimos tempos é “dados são o novo petróleo”.

Aposto que você também já ouviu essa frase, não é?

Todos os dias, todas as empresas geram dados. A cultura de dados está cada vez mais presente e ela é a capacidade de analisar elementos que nos cercam a partir de uma lógica analítica. Embora seja amplamente divulgada a importância de trabalhar dados para sua empresa, é preciso estar aberto para enxergar as possibilidades de explorar esses recursos na área jurídica.

Mas se os dados são o novo petróleo, como eu faço para explorá-los?

Engana-se quem pensa que trabalhar esses dados é apenas uma questão de implantar uma tecnologia específica. Cada empresa é uma empresa, sendo que a gestão de dados deve ser construída de forma exclusiva e personalizada.

Analytics é a prática de investigar um volume de dados para chegar a conclusões, otimizar recursos e desenhar fluxos.

Através do Analytics é possível avaliar comportamentos e tendências, alinhando dados de diversas fontes. Além disso, quando bem implementado, respeitando as características individuais de cada empresa, o Analytics auxilia na tomada de decisões assertivas e torna o jurídico muito mais estratégico.

Dentro da prática de Analytics temos dois tipos de análise, a preditiva e a prescritiva.

Análise preditiva é usada para fazer previsões com informações do passado, já a análise prescritiva é sugerir abordagens com base em comportamento dos dados e informações do passado.

Implementar uma cultura de dados no contexto jurídico é ir muito além de fazer um levantamento qualquer, é necessário filtrar os dados relevantes.

Por exemplo, se estamos tratando de processos trabalhistas, podemos fazer algumas perguntas:

  • Devemos analisar todos os tipos de processos da empresa ou apenas os trabalhistas dentro de um mesmo contexto?
  • Os dados relevantes estão em quais departamentos?
  • Deve-se cruzar dados do departamento jurídico com o departamento de recursos humanos?

Essas perguntas não serão respondidas coletando dados aleatoriamente e esperando que a tecnologia específica responda.

Nesse contexto é a capacidade humana de entendimento da realidade que trará as respostas.

Como os dados podem melhorar sua gestão?

Imagina que você se senta para jogar um jogo de cartas com seus amigos, não é possível ver as cartas nas mãos dos outros jogadores, mas é possível, ao conhecer o jogo e as cartas, desenhar possíveis caminhos e resultados com base no seu conhecimento sobre o jogo.

Isso vale para os dados da sua empresa.

Os dados geram informações, as informações geram conhecimento, o conhecimento gera insights e insights ajudam na sua gestão.

Coletar dados de forma aleatória, compilando uma grande quantidade não trará a clareza necessária sobre o que fazer.

Podemos dizer que o Analytics e os profissionais envolvidos são os guardiões da gestão, ou seja, essa junção permitirá compreender a relação das coisas para otimizar a gestão de recursos, processos, dinheiro e pessoas.

Com a avaliação de comportamentos e tendência, alguns passos ficam muito mais previsíveis, como: tempo de duração de um processo, período do ano que uma audiência será convocada, características de decisões de juízes, recursos aceitos e negados por processos específicos.

Alinhando a experiência dos profissionais com os dados trabalhados com o Analytics, a gestão jurídica é otimizada e amplia a capacidade humana de entendimento da realidade.

Com uma maior previsibilidade, é possível fazer uma gestão preventiva para reduzir riscos processuais e despesas.

O Analytics responde tudo o que eu preciso?

Hoje temos um grande volume de informações e a capacidade de processar essas informações cresce de forma rápida.

A partir desse grande volume é necessário entender quais dados são informações relevantes ou não.

Tudo deve começar com uma pergunta:

O que eu estou buscando responder?

No contexto da pergunta, entender quais são as informações relevantes e a partir de uma análise estatística é possível indicar maneiras mais adequadas para uma gestão.

O Analytics não vai prever todos os próximos passos, mas trará indícios claros sobre informações e contextos que antes não eram relacionados, sendo capaz de indicar com alto grau de precisão o que deve ser feito para uma melhor gestão.

Como implementar o Analytics para melhorar a minha gestão?

Primeiro é preciso se desprender da ideia que é necessário implementar uma ultra tecnologia para conseguir usar o Analytics na sua gestão.

O Analytics começa envolvendo as pessoas em uma cultura de dados, essa cultura é definida como a capacidade de analisar elementos que nos cercam a partir de uma lógica analítica.

Na EHTS entendemos que esse processo é construído de forma exclusiva e personalizada. Utilizamos técnicas de análise estatística para os serviços de Analytics. Transformamos dados em informações e informações em inteligência e gestão.

Propomos responder questões com métricas objetivas e com a tecnologia disponível na sua empresa.

O Analytics é capaz de transformar sua gestão, fazendo com que recursos sejam poupados e otimizando o departamento jurídico.

Para conhecer nossa forma de implementar Analytics para estratégias de gestão, clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *